Home Artigos Empreendedorismo Como transformar uma ideia em uma marca valiosa
Como transformar uma ideia em uma marca valiosa

Como transformar uma ideia em uma marca valiosa

0
0
Share Button

Empreendedor responsável por exposição construiu grande case de sucesso.

Pessoas e mais pessoas circulam pelos corredores espaçosos do Centro de Convenções e Eventos de Cascavel, no Oeste do Paraná (cidade com mais de 300 mil habitantes). Os ritmos descompassados dão vida ao local, que durante alguns dias, se torna uma grande vitrine do setor de construção civil. O fluxo é frenético e inspirador. Juntamente com cada um dos visitantes, há curiosidades, objetivos, planejamentos, atendidos pelo catálogo diversificado, contando com o que há de melhor no ramo de arquitetura, design de interiores e engenharia. É assim desde 2015, quando ocorreu a primeira edição da ExpoConstruindo. A lacuna até então existente foi preenchida pelo evento.

A frente da exposição está Ederson Milanezi Filho, responsável por construir esse que viria a se tornar um case de sucesso. Nascido em Lins, no interior de São Paulo, Ederson começou a trabalhar ainda pequeno na papelaria e loja de brinquedos pertencentes a seus pais. Foi nesse ambiente que o ainda garoto passou a desenvolver todo seu potencial para o mundo dos negócios. Em 2002, Ederson se mudou para Cascavel e teve seu primeiro emprego em uma papelaria. Foram necessários apenas dois meses para que estivesse ocupando o primeiro lugar em vendas.

“Depois de um tempo sai e fui trabalhar com vendas externa. Vendi lingerie de porta em porta, material de limpeza, material de higienização pra clinicas e hospitais, comunicação visual. Comecei a cursar publicidade e no segundo semestre montei minha primeira agência de publicidade. Na sequência, trouxe a Cascavel a franquia de um portal online com noticias, cobertura de eventos, mas não satisfeito queria ter meu próprio portal. Entre algumas análises de qual segmento atuar, optei pela construção civil”, contextualiza Ederson Milanezi Filho.

Surgiu, então, o Portal Construindo, atuando em Cascavel. Uma tentativa de expansão frustrada pôs fim a esse projeto, mas permitiu uma reinvenção. Ederson passou a oferecer a revista Portal Construindo, catálogo de empresas que teve cinco edições. Esse trabalho permitiu ao empresário contato com muitas pessoas do ramo de construção civil. Mal sabia ele que isso faria muita diferença para que conseguisse realizar o maior de seus projetos e o mais importante.

“Em 2014, as vendas da revista não iam bem, e a crise atingiu a construção civil, retraindo todo o mercado. Eu, com filho de 3 anos e cheio de compromissos para honrar, tive que reiventar novamente”, esclarece Ederson.  Em fevereiro de 2015, então, Ederson visitou o Centro de Convenções de Cascavel e reservou o pavilhão para realizar um evento em julho daquele mesmo ano. “Sem dinheiro, sem um cliente fechado, mas com a certeza de que ia dar tudo certo, em 5 meses, convenci 40 estandes a estarem presente na exposição que idealizei, apesar da crise”, complementa. Com a confiança inicial dessas pessoas, Ederson começou a solidificar a base de sua construção, de forma sólida. A Expo Construindo ocorreu durante quatro dias e teve sete mil visitantes, além de muitos negócios gerados e estímulo para todos os envolvidos.

Chama a atenção o fato de que Ederson realizou a primeira edição da feira sem recurso e num momento de retração no setor de construção. O olhar visionário do empresário e a experiência que teve em outros negócios foram fatores importantes. Na segunda edição, o número de expositores praticamente dobrou, bem como o número de visitantes, resultando em R$ 5 milhões em negociações. Em 2017, foram 120 expositores, visitados por 15 mil pessoas. Ao todo, foram R$ 8 milhões em negócios.

Os números impressionam e tornam a Expo Construindo referência. Como um construtor, que sabe qual é seu projeto e como executá-lo, Ederson afirma que sempre imaginou que a feira pudesse alcançar a dimensão atual. “Desde a primeira vez que foi no Centro de Eventos, imaginava aquele espaço cheio de empresas e visitantes. E a cada ano que passa, essa imaginação se renova e se realiza. Apesar de doido, foram as dificuldades e a vontade de superá-las que me fizeram alcançar o sucesso. Não tinha tempo e nem direito de ficar me lamentando”, afirma Ederson Milanezi Filho.

Para a quarta edição, de 26 a 29 de julho de 2018, a expectativa é de que 140 expositores compareçam. A projeção de Ederson é de um volume de 20 mil visitantes e mais de R$ 10 mil em negociações. “Meu desejo é que esse evento cresça e se fortaleça a cada ano, que possa levar o nome de Cascavel a todo Brasil e que seja uma porta de entrada para empresas de todo o país que queiram estar no mercado paranaense”, pontua Ederson.

O que poderia ser apenas um sonho, se transformou num case de sucesso, construído com muita garra e determinação. Essa é a construção de Ederson. Hoje, a ExpoConstruindo já é uma marca milionária, conforme apontou empresa especializada em valuation (avaliação de marcas e empresas). “O principal valor é a satisfação dos clientes e visitantes, sendo assim, continuaremos valorizando ainda mais esse projeto com o passar dos anos”, aponta Ederson Milanezi Filho

Site: http://www.expoconstruindo.com.br

Matéria: Maycon Corazza.

Share Button

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

%d blogueiros gostam disto: