Home Artigos Google cria prêmio milionário para quem chegar à Lua primeiro
Google cria prêmio milionário para quem chegar à Lua primeiro
Módulo da israelense SpaceIL, que deve voar no segundo semestre deste ano com um Falcon 9. (Divulgação)
0

Google cria prêmio milionário para quem chegar à Lua primeiro

0
0
Share Button

O Prêmio X Lunar Google (GLXP), patrocinado pela gigante da internet, está causando alvoroço propondo um feito que foi realizado poucas vezes na história: chegar à Lua.

Com a disputa, o Google visa fomentar o desenvolvimento de tecnologias espaciais de baixo custo e a exploração do satélite natural da Terra. O primeiro grupo que conseguir cumprir a missão, leva uma bolada de US$ 20 milhões, o segundo colocado levará US$ 5 milhões. . O desafio propẽ pousar um módulo robótico capaz de se deslocar por no mínimo 500 metros pela superfície da Lua e transmitir vídeos e fotos em alta definição de lá.

No entanto, o preço para se desenvolver e lançar estas tecnologias é alto. Um foguete Falcon 9, da SpaceX – o mais barato do mercado – não sai por menos que US$ 62 milhões. O concurso ainda exige que 90% do financiamento do projeto seja privado, tendo as equipes que mostrar um plano de negócio viável aos investidores.

Com apenas 5 quilos, este módulo indiano é movido por energia solar. (Divulgação)
Com apenas 5 quilos, este módulo indiano é movido por energia solar. (Divulgação)

Talvez por este motivo, restaram apenas 16 dos 29 grupos inscritos no desafio. Destas, somente cinco conseguiram apresentaram documentação para o lançamento.

E o Brasil tem um representante, a SpaceMETA, liderada pelo engenheiro Sergio Cavalcanti, que chegou a ter um acordo assinado para usar o primeiro voo do foguete Cyclone-4, mas acabou perdendo sua parceria com os ucranianos. Agora, eles se uniram a outras três equipes e formaram  o Synergy Moon, que tem um foguete que ainda sequer foi testado para a competição.

Uma das favoritas ao prêmio é a equipe japonesa Hakuto, que se juntou à indiana Team Indus que possui o foguete indiano PSLV, que já realizou uma missão lunar. Este mesmo lançador levará a Garatéa-L, primeira missão lunar brasileira, em 2020.

Outra preferida é a israelense SpaceIL, que deve voar no segundo semestre deste ano com um Falcon 9 (foto da capa).

Outro time forte é o americano Moon Express, que tem planos de fazer futura mineração lunar.

 

Share Button

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*