Home Artigos Loja 33e34: do virtual para o real
Loja 33e34: do virtual para o real

Loja 33e34: do virtual para o real

0
0
Share Button

Marca investe em loja física e alavanca vendas

Há seis meses, a loja online 33e34 resolveu dar um passo maior nos seus negócios. Seguindo a tendência global das grandes marcas que surgiram na internet,  inaugurou sua primeira loja física em São Paulo. A aposta deu tão certo que o ponto comercial já representa cerca de 25% do faturamento do empreendimento, que, no ano passado, faturou R$ 2,4 milhões. O resultado positivo levou a proprietária, Tania Gomes, a expandir seus negócios: até o final do semestre, uma nova loja será aberta. A ideia da empresária é chegar a outras cidades e estados brasileiros, firmando-se como referência em pés pequenos. Também pretende investir em sua internacionalização, pois já está trabalhando com a marca estrangeira Jimmy Choo – com um ticket médio de R$ 3 mil, muito acima do praticado pelo e-commerce – e pretende fechar contrato com outra marca internacional em 2018.

A decisão de ter um espaço físico se deu visando oferecer um diferencial para as consumidoras de números pequenos de calçados. Por ser um negócio de nicho, a maioria das compradoras era habituada a comprar os produtos pela internet, sem ter a chance de experimentá-los. “Essa relação do consumidor com a experiência de compra é essencial para a longevidade do negócio. Sendo bem atendido, ele pode voltar a comprar com mais ticket e mais recorrência”, explica Tânia.

O investimento inicial para a primeira loja física foi de R$ 300 mil. Teria sido muito maior se o empreendimento optasse por ter um estoque separado dos 450 modelos diferentes de sapato presentes no e-commerce. O comércio offline é algo novo para Tania, que teve que contratar pessoas treinadas para ficarem presente o tempo todo na loja, mas pode continuar usando o sistema emissor de notas do e-commerce, o que favoreceu que o custo inicial fosse menor do que o costumeiro. Ambas as lojas se ajudam mutuamente. Enquanto o ponto comercial garantiu novas compras online, quem já comprava no e-commerce foi conhecer a loja física.

O empreendimento está trazendo muitos benefícios, tanto para a marca, quanto para as clientes. Assim como as consumidoras podem manusear o que estão interessadas em levar, a empresária pode conversar e receber feedback delas pessoalmente. Graças a este relacionamento, Tania descobriu que, além da numeração, as consumidoras tinham receio quanto ao formato de seu pé na hora de comprar online: algumas possuem pés mais finos e outras possuem pés mais achatados, por exemplo. “A experiência offline trouxe para nós definições mais técnicas no e-commerce. Esse tipo de insight foi essencial para nossa construção de conhecimento de mercado e de produto”, afirma a empreendedora, que explicou que a loja virtual incorporará tais medidas alternativas dos pé em sua próxima coleção, pois tecnologia para isso já possuem.

Os planos de inovação e expansão não ficam apenas nos modelos dos pares, neste ano, a empresa pretende colocar muita tecnologia no e-commerce e, ainda, estuda investir em startup para trabalharem com a realidade aumentada.

Fonte: https://exame.abril.com.br/pme/e-commerce-de-sapatos-33-e-34-faz-sucesso-com-loja-fisica/

Tania Gomes vai estar no 1º Congresso de e-commerce da A Magia do Mundo dos Negócios dia 14/04 em Porto Alegre, saiba mais clicando aqui.

Share Button

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*